Bosque

 :: BOSQUE

Página 6 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Bosque

Mensagem por Convidad em 27/12/12, 01:01 pm

Relembrando a primeira mensagem :

Bosque


O Bosque é um lugar tranquilo, a fauna e flora vivem em perfeita harmonia, aqui podem também achar humanos passando o tempo, o bosque é um lugar que tem uma das maiores áreas cobertas por árvores imensas, não é muito silencioso e muitas vezes a névoa invade o local.

Animais no Local: Diversos animais selvagens.

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Bosque

Mensagem por Convidado em 15/02/13, 11:04 pm

Depois de ter escutado aquela frase olhava-a para ele com um sorriso bobo na boca enquanto-a olhava para ele
-Gostei hein?kkkVou usar muito então kkk
Em seguida-a puxo-a ele e caio só que desta vez caio com ele por cima e rolavamos na grama do bosque passando-a de leve o meu dedo na boca dele de brincaderinha e roçava também a minha coxa.
-Me usa também só não me usa e joga fora que è feio.
Continuava-a beijando ele loucamente enquanto passava-a as minhas duas mãos agora pelo peito dele brincando enquanto-a beijava-lo.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bosque

Mensagem por Convidad em 15/02/13, 11:07 pm

Falo apra ela :

- Tenha bom proveito - rio


Tiro a blusa dela tambem e começo a sorrir

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bosque

Mensagem por Convidado em 15/02/13, 11:10 pm

Continuava-a passando as mãos pelo peito dele e em seguida ele tira a minha blusa e eu deixo-a fico só de surtião mas nem dou bola apenas olhava-a para ele sorrindo.
-Vamos mostra palhacinho!
Passava-a minhas e beliscava-a peito dele com os meus dedos de pele macia e em seguida-a chega-a no brinquedinho dele e sorrio-a.
-O que me diz agora?Tem medo?
Sorria-a apenas olhando-a para ele em seus olhos com ele por cima de mim.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bosque

Mensagem por Convidad em 15/02/13, 11:14 pm

Respondo para ela :

- Nunca tenho medo , ainda mais com você - sorrio para ela

começo a beijar seus peitos no lugar que o sutia não cubria

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bosque

Mensagem por Convidado em 15/02/13, 11:19 pm

Olhava-a para ele com um sorriso bobo na boca enquanto-a olhava para ele até que noto-a que ele beijava os meus peitos onde o surtião não estava tapando então olhava-a para ele com um sorriso e soltava-a um gemido que quase ninguem escutou mas que estava adorando.
-Digo o mesmo para o meu palhacinho bobo e gostoso.
Enquanto-a ele fazia a parte dele também fazia a minha com as minhas mãos tocava-a no brinquedinho dele e em seguida apalpava mesmo ele com calças.
-Adoro brincar com o palhacinho kkk.
Ainda com ele por cima de mim olhava-a para ele com um sorriso carinhoso mas bobo na boca.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bosque

Mensagem por Convidad em 15/02/13, 11:21 pm

Sorrio e dou uma risada :

- Hehe bom saber - sorrio

Para ser mais facil para ela tiro minhas calças e digo :

- Para ser mais facil para você

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bosque

Mensagem por Convidado em 15/02/13, 11:27 pm

Nossa agora sim havia-a ficado sem palavras com ele totalmente nu no bosque então ficava-a olhando para ele com um sorriso e volto-a colocar as minhas mãos no brinquedinho dele.
-Facilitou e muito kkk
Em seguida-a apalpava o brinquedinho dele com as minhas mãos macias e tocava-a de jeito brincalhao.
-O meu palhacinho não è bobo ne?
Olhava-a para ele ainda deitada na grama do bosque.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bosque

Mensagem por Convidad em 15/02/13, 11:35 pm

Falo para ela :

- Não quer tirar a sua tambem ? - sorrio olhando para ela

Pego no coz do sutia dela e deixo ela sem ele e continuo a beija-la

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bosque

Mensagem por Convidado em 15/02/13, 11:43 pm

Ao escutar o comentário dele olhava-a para ele sorrindo enquanto-a notava-a que ele havia-a tirado o meu surtião lógico que havia deixado mas ficava-a olhando para ele.
-Estou gostando,adoro quando possuem kkk.
Em seguida-a apalpava o brinquedinho dele com as minhas mãos macias e tocava-a de jeito brincalhao.
-O meu palhacinho lindo.
Continuava-a beijando ele e ao mesmo tempo aumentava a força das apalpadas e dos toques no brinquedinho dele ao mesmo tempo.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bosque

Mensagem por Convidad em 15/02/13, 11:47 pm

Logo que vejo que ela estava gostando do meu palhaço a digo :

- Ele quer brincar com v6 - sorrio paara ela

Começo a chupar os peitos dela

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bosque

Mensagem por Convidado em 15/02/13, 11:51 pm

Cada chupão dele nos meus peitos deixava-me fora do controle sem saber o que estava-a fazendo apenas soltava-a alguns gemidos e sorria olhando para ele.
-Eu também quero brincar com o meu palhacinho kkk.
Em seguida-a na ultima apalpada no brinquedinho dele uso-a toda a minha força nas mãos sem machuca-lo e apalpo forte deixando-a ele louco de excitado fazendo-a desejar o meu corpo e ao mesmo tempo dele gritar também.
-Melhorou agora ne?
Olhava-a para ele ainda deitada na grama do bosque.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bosque

Mensagem por Convidad em 15/02/13, 11:56 pm

Digo para ela :

- Ainda não - sorrio

Logo que vejo que ela esta qurendo me exitar deixo ela no chão tiro minha cueca e começo a passar meu membro pelo corpo dela para exita-la

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bosque

Mensagem por Convidado em 16/02/13, 12:04 am

Ao ver ele passando o seu brinquedinho pelo meu corpo olhava-a para ele com um sorriso mas em seguida empurro-a ele e levanto-me da grama.
-Não palhacinho assim não,eu não me sinto bem fazendo aqui eu estou sim preparada mas não quero que seja aqui.
Noto-a que estava tarde e não podia mais ficar a minha família devia está preocupada comigo em seguida olhava para ele.
-A minha família está preocupada comigo não posso ficar outra hora em outro lugar você e eu brincamos meus meu palhacinho.
Em seguida-a ajudo ele se leventar e beijo-a ele demoradamente na boca e em seguida só para deixar um gostinho de quero mais abaixo-me e pego-a no brinquedinho dele e coloco-a no meio dos meus peito passando mas em seguida solto-a afasto-me colocando-a de volta meu surtião e a blusa rapidamente.

-Não è com nenhum de nós dois o problema e sim è com o lugar que estamos,fomos muito rapido e não pensamos onde estamos então aqui não.E também tem que ser uma coisa bonita com sentimento não assim como se fosse nada.

Em seguida-a saio do bosque.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bosque

Mensagem por Convidad em 17/02/13, 01:16 pm

Logo saio do bosque e começo a andar pela cidade

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bosque

Mensagem por Richard Von Alystoon em 08/03/13, 10:50 am








The body in the forest




O crepúsculo caia lentamente por trás das linhas do horizonte, eu já deveria ter voltado para casa, estar enrolado dentro as minhas cobertas, me aquecendo. Mas não. Caminhava com o resto da equipe pelo denso bosque de Forks, em busca de um cadáver encontrado por dois exploradores. O xerife da cidade caminhava à frente, me contando os detalhes e reclamando que não era necessário o governo interferir.

-Foi um ataque de urso – Comentou o xerife zangado – Algo que está acontecendo muito por aqui, mas não é necessário o governo mandar examinar.

Apenas rolei os olhos e continuei caminhando. Realmente a floresta era densa, e pelas fotos, parecia ser um ataque de urso, mas meu chefe me mandou aqui para dar uma olhada no corpo. Encalhado nessa cidadezinha.
Depois de mais alguns minutos de caminhada, chegamos ao local indicado. O corpo estava em estagio avançado de decomposição, com quase toda a carne consumida, deixando exposto quase todos os ossos frontais da vitima. Alguns peritos caminhavam pelo local tirando fotos e recolhendo amostras do solo, ao redor. Ajoelhei-me diante do corpo. Já com o macacão e as luvas de perito.
Examinei a pélvis do corpo, com delicadeza... O formato...

- A vitima era um homem... – Subi para o crânio... E analisei o hióide. – Estimo a idade entre 20 e 25 anos, pela ossificação do hióde. Caucasiano pelo formato do crânio.

Completei, para justificar minha afirmativa, mas apenas vi o xerife totalmente confuso e sem entender uma palavra do que eu tinha dito. Então resolvi determinar logo se era assassinato. O corpo da vitima estava gravemente multilado, com marcas profundas nos ossos, e pela descoloração da terra ao redor, ele havia sofrido um grave hemorragia... Mas... Os ossos... Não estavam manchados. Uma hemorragia daquele calibre certamente mancharia os ossos. Olhei confuso para marcas.

-Essas marcas na C3 e C4... Foram feitas por dentes... - Disse em voz baixa, analisando mais de perto, mas vi que o xerife continuava confuso – As vertebras do pescoço – Completei. As marcas eram profundas, como se algo tivesse cravado os dentes na vitima, parecia ser um animal, pois precisaria de uma mandíbula extremamente forte para deixar aquelas marcas no pescoço da vitima. Não conhecia nenhum animal naquela região capaz de tal ato.

-Viu, mandíbula animal, ataque de animal, podem ir embora.

Falou o xerife, mas minha cabeça estava distante. Aquelas marcas... Não... Não podia ser...

-Espere... Essas marcas... Não, não pode.. São de... Dentes humanos...

Exclamei pasmo, com minha voz falhando na ultima parte. O que poderi ater causado aquilo, não eu tinha que estar errado. Mas não poderia continuar ali na floresta, pois já estava escuro, e eu e o escuro não nos gostávamos.

-Embalem tudo e levem para a delegacia, suponho que há uma sala de autopsia não?
Perguntei ao xerife, que ainda estava em choque. Ele balançou a cabeça, fracamente, e foi dar suas ordens.
Aquele caso... Eu não sabia o que pensa... Havia um monstro solto pelas ruas de Forks... E eu ia acha-lo.
Recolho minhas coisas e volto para meu apartamento.



Este post tem o número #001 e contém 512 palavras. As pessoas citadas ao decorrer da ação são as Richard, xerife e peritos criminais adicionais e ela se passa na floeresta, as 18:30 até as 19:30. Rick está vestido esta roupa: (Macacão Jeffersonian). eu gostaria de acrescentar que isso vai ser uma trama .
petit désir!


Richard { Von } Alystoon

Perito Forense || Alone || Sexy

Nath McCain Thanks TPO!.
avatar
Mensagens : 3
Idade : 27

Ficha do personagem
Energia | Sede:
1000/1000  (1000/1000)
Habilidade: Nenhuma
Experiencia :
100/100  (100/100)

Richard Von Alystoon

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bosque

Mensagem por Convidado em 15/03/13, 11:10 pm




Depois de muitas, e longas viagens, decidi me prender a um lugar. De certa forma, a vida de aventureiro já havia me cansado. Isso nada me trazia além de uma simples diversão momentânea; nada muito longo ou profundo. Uma pequena, e bela cidade chamada “Forks”. Não é tão grande, e movimentada quando Nova York, mas, ela tinha sua beleza. Uma cidade pacata, e bonita. Um lar mais que adequado para alguém como eu. Talvez eu devesse viajar novamente, mas, talvez não. No fundo, o que eu mais quero, é algo como família, ou lar. Amor... Bom, sei que este sentimento já não é tão forte em meu coração há séculos, mas, ainda sim, eu anseio por algo que possa fazer este sentimento florescer, mesmo com toda a solidão, e tristeza caminhando ao meu lado como irmãos, ou algo assim. Muitas vezes me deparei com momentos tão fúteis, e vazios, mas, se comparados a minha vida, podem vir a se tornar algo forte, e profundo. Mesmo com muitos anos de vida, ainda possuo muitas dúvidas. Dúvidas que talvez, nunca cheguem a alcançar sua perfeição. Como assim? Bom, me refiro a seu estado. Quando esta rompe as barreiras que a torna uma simples, ou grande dúvida, tornando-se assim, algo inofensivo. Mas, isso só vem se ao fim, você encontrar algo como “respostas”, e eu no fundo acho que não as encontrarei tão cedo, e nem me desespero por isso. Pois, eu penso que tudo tem seu tempo, e se caso o acelerarmos, as dúvidas podem vir a duplicar-se.

Havia alugado uma casa. Não sei ao certo, ainda, se ficarei por definitivo nesta cidade, mas, ao menos, eu deveria tentar me acostumar com esta. Afinal, devemos tentar antes de desistir. Ainda não tenho conhecimento sobre quais são os locais mais freqüentados, os mais badalados, se assim posso dizer, e os mais tranqüilos, aqueles que procuramos quando queremos ficar sozinhos, ou talvez, chorar sem que ninguém veja. Mas, mesmo assim, decidi dar uma pequena passeada pela cidade. Ficar trancado em casa não é algo muito agradável para mim. Já era noite, e com isso, a Lua já imperava, trazendo consigo, as estrelas, suas mais carinhosas, e confiáveis amigas. A brisa passeara por toda a cidade, trazendo consigo um, certo, conforto para os humanos, e para mim, alguns poucos pensamentos que logo se desfizeram. Em passos lentos, e curtos, começarei a caminhar. Meu rosto não carregava nenhum tipo de expressão, mas, talvez, ele estivesse um tanto... “Vago”. Sem vida. Bom, mas é assim que me sinto já tem bastante tempo. Meu coração já não bate, e com isso, tornou-se frio e sem vida como o resto de meu corpo. Eu não envelheço, mas, ainda sim, estou morto. É um tanto difícil explicar algo assim, mesmo para mim, um Vampiro. Um ser julgado como frio, e cruel por muitos. Mesmo por aqueles que não acreditam em nossa existência.

Por incrível que pareça, o silêncio mantinha-se no poder da cidade. Nem mesmo os baixos sons emitidos pelos animais de costumes noturnos era o suficiente, mesmo aliado aos sons emitidos pelos baixo múrmuros das pessoas alheias. Isto era de certa forma agradável, pelo menos para mim. Poucas vezes me deparei com grupos de amigos, e até mesmo, com casais. Não me sentia incomodado com tudo aquilo, mas, fazia lembrar-me de meus amigos que acabaram, com o tempo, tornando-se simples lembranças. Foi doloroso no inicio. Ter que aceitar o fato de que, todos menos você, acabariam morrendo com o passar do tempo, fora doloroso. Hoje vejo humanos como uma simples fonte de alimento, sei que estou errado, e até mesmo, nem deveria considerar isto, pois, acabarei com o tempo me tornando um vampiro “vegetariano”, mas, o que posso fazer quando uma idéia se torna permanente em minha cabeça? Acho que nada. Eu já não sabia onde estava indo. Sentia que, uma parte da cidade havia ficado para trás, e de certa forma, estava certo. Talvez, eu tivesse adentrado um local chamado de “bosque”. Falo isto ao admirar a aparência do local. Não é um local muito silêncio, mas, o som que ecoava pelo local não chegava a ser desagradável.

Estava um tanto escuro, mas não é algo que me incomoda. Conseguia enxergar alguns animais passando por ali com grande velocidade. Eram pequenos, e um tanto fofos, se assim posso dizer. Sei que me alimento do sangue destes, mas, por agora, eu os deixaria aproveitar mais um pouco de sua existência, pelo menos, durante o tempo em que estou sem sede. Não sabia exatamente para onde seguir, talvez eu devesse voltar, mas, eu não queria. A mata... Sua beleza... Bem, ela me incentivara a ir mais a frente. Eu poderia deduzir que, além dos animais, e as árvores, não havia mais ninguém que respire que tenha em si, o calor da vida, ali. Eu também estava ali, mas, eu carregava a frieza da morte, se assim posso dizer. Cansaço é algo que nunca mais senti desde que me tornei um vampiro, então, apenas posso dizer, que meus olhos se cansaram de ver mais, e mais estrada, e nenhum lugar que possa vir a ser chamado de “fim”. É um tanto desagradável pensar, que mesmo depois de muito caminhar, não se conseguirá chegar a lugar algum. Mesmo que seus pés estejam em péssimo estado, eles deverão continuar com o seu trabalho, pois, ainda não se tem um lugar para parar. Um lar, se assim posso dizer, ou talvez, algo diferente. Por fim, decidirei parar. Calmamente, me aproximei de uma árvore, sentando-me sobre a grama do local, um tanto afastado da trilha que cortava o bosque, e assim, me escorando na árvore na qual eu me aproximei. Não sabia ao certo o que olhar, apenas, tentava achar algo no meio de tanta “mata”, que pudesse vir a me agradar de uma forma um tanto quanto, incomum.



Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bosque

Mensagem por Convidado em 16/03/13, 10:16 pm

Após um tempo em silêncio, me retirei dali sem muita delonga.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bosque

Mensagem por Convidado em 18/03/13, 04:57 pm


Bosque
No iluminado eu sou má...
No escuro eu sou terrível.


Meu quarto estava um tédio e minha comida havia acabado, ou seja, eu tinha que ir a caça. Nada como sangue fresco acompanhado da escuridão... Hora de atacar, ou melhor, dar uma volta. Coloco minha roupinha e saio. Minha sede estava fora do normal aquele dia, precisava resolver aquilo, e nada melhor do que um passeio noturno para resolver isso. Caminhei pelas ruas escuras, até sentir um cheiro ótimo, que estava me fazendo delirar. Segui o mesmo, até que, puff!, havia encontrado uma garota, sozinho, caminhando. No bosque– Sabia que é perigoso andar sozinha durante a noite ? - Soltei um sorriso irônico depois de aparecer em sua frente, olhando para ela.

thanks, baby doll @ EDVTF




Última edição por Isabelle V. Convenant em 18/03/13, 05:16 pm, editado 1 vez(es)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bosque

Mensagem por Charlotte McBride em 18/03/13, 05:14 pm


Thunderstorms,





A língua estalou em um movimento corriqueiro e inconsciente. Havia ganho essa mania após o longo convívio com sua irmã e sua ansiedade claustrofóbica. Talvez por isso, quando começava a agir como se tivesse tomado cinco cappuccinos duplos, vestia uma roupa leve e deitava-se no banco, ignorando o resto do mundo. Estar perto do silêncio tinha esse efeito calmante: os problemas sumiam, o sol parecia menos infernal e a brisa lembrava dedos brincalhões acariciando a sua pele. Ah, doces pensamentos que povoam contos de fadas de uma garota problemática.


O bosque estava em uma temperatura agradável,como ela previra. E vazio também, com exceção de alguns estudantes. Em um ato perfeitamente comum, a ruiva abriu os olhos, reconhecendo um ou outro rosto. As vezes, seus olhos vagavam para longe das árvores, fixando-se em algo que lhe chamava a atenção até que tudo parou. Uma voz soou próxima a si, fazendo com a garota vira-se para a direção do som, engolindo em seco ao notar que não estava sozinha ali.

- Hã..eu sei. Mas jogo do perigo.-sorriu para a garota, ironicamente. O que estava ocorrendo consigo?








this template was made by petit désir! at oops!



Última edição por Charlotte McBride em 18/03/13, 05:42 pm, editado 2 vez(es)


She will go and set the world on fire. No one ever thought she could do that
Charlotte Convenant
avatar
Mensagens : 14

Ficha do personagem
Energia | Sede:
1000/1000  (1000/1000)
Habilidade: Nenhuma
Experiencia :
100/100  (100/100)

Charlotte McBride

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bosque

Mensagem por Convidado em 18/03/13, 05:21 pm


Bosque
No iluminado eu sou má...
No escuro eu sou terrível.


Passei a ponta da língua sobre meus lábios, disfarçadamente, olhando para o lado.– E o que faz aqui ? Sozinha ? Essa hora da noite ? ... Passeando ?- Voltei a olhá-la, sorrindo, tentando parecer o mais simpática possível, coisa que era difícil, pois minha sede já estava quase a ponto de me fazer pular em seu pescoço, e a morder.
Sua veia pulsava tanto, demostrando calor. Eu não queria fazer aquilo de novo. Mas parecia inevitável...



thanks, baby doll @ EDVTF



Última edição por Isabelle V. Convenant em 18/03/13, 05:32 pm, editado 1 vez(es)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bosque

Mensagem por Charlotte McBride em 18/03/13, 05:31 pm


Thunderstorms,





O frio começava a ceder, não que Charlotte se importasse muito. Como qualquer outra garota, suas faces estavam rosadas e ardidas por causa dele, e se encontrava agasalhada,mas, caso lhe incomodasse ter todo aquele pano sobre os ombros, lançaria tudo longe, tanto que seus pés, como habitual, estavam descalços.


Não se tratava de algum poder sobrenatural, ainda que alguns desconfiassem que ela pudesse ter alguma resistência mágica contra as agressões do tempo. Em verdade, discernir frio e quente era apenas como discernir vermelho e verde – os homens nasciam com aquela habilidade intrínseca, mas apenas efetivamente aprendiam o que elas eram quando tinham contato com estas na sua cultura. Vantagem ou não,Charlotte nunca aprendera o que era sensibilidade térmica, como, há poucos anos, não conseguia entender as diferenças básicas entre um cavalo e um cachorro, ou verde e vermelho; nunca fora humana o suficiente e, justamente por isso, ninguém havia tomado seu tempo para ensinar aquelas coisas pequenas, de modo que ela soube falar antes mesmo que discernir muitas coisas. Portanto, sim, ela se machucava com muito tempo no frio, seus pés ardiam, como seu rosto, e ela não era imune ao congelamento, mas ela realmente não sentia todo o frio que faz as pessoas praguejarem contra o vento – ela simplesmente não parecia se importar, parecendo misteriosamente aquecida por seus cabelos cor de fogo.


O bosque estava em uma temperatura agradável,como ela previra. E vazio também, com exceção de alguns estudantes. Em um ato perfeitamente comum, a ruiva abriu os olhos, reconhecendo um ou outro rosto. As vezes, seus olhos vagavam para longe das árvores, fixando-se em algo que lhe chamava a atenção até que tudo parou. Uma voz soou próxima a si, fazendo com a garota vira-se para a direção do som, engolindo em seco ao notar que não estava sozinha ali.

- -Gosto daqui.-sussurou,dando de ombros.- -E você?-sorriu curiosa.








this template was made by petit désir! at oops!



She will go and set the world on fire. No one ever thought she could do that
Charlotte Convenant
avatar
Mensagens : 14

Ficha do personagem
Energia | Sede:
1000/1000  (1000/1000)
Habilidade: Nenhuma
Experiencia :
100/100  (100/100)

Charlotte McBride

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bosque

Mensagem por Convidado em 18/03/13, 05:42 pm


Bosque
No iluminado eu sou má...
No escuro eu sou terrível.


A menina estava toda agasalhada, porém descalça. Seus pés tocavam a leve relva esverdeada com delicadeza.
Diferente dela eu estava não estava nada agasalhada. Meu vestido voava com o vento. Fingi me arrepiar. Meu salto fazia um barulho em contado com as folhas que me acalmava.
E então ouvi sua pergunta. O que eu estava fazendo ali ?
Tá aí uma das coisas que não poderia o explicar. "Ah, senti seu cheiro e resolvi vir atrás de você", talvez fosse uma ótima explicação, não ?
Sorrio para a menina, tentando não olhar para seu pescoço, pois aquilo me dava ainda mais vontade de seu sangue e disse
– Apenas um de meus passeios noturnos






thanks, baby doll @ EDVTF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bosque

Mensagem por Charlotte McBride em 18/03/13, 05:47 pm


Thunderstorms,





A beleza era um fato difícil de não ser notado nem apreciado, mas para humanos, e não para os lobos. Lobos não enxergavam beleza, mas praticidade. Não viam aparência, mas mediam a força. Fosse pelo tom de voz, fosse pelo seu porte altivo, havia algo que inspirava respeito naquela garota, e Charlotte não tardou a perceber através de seus olhos escuros e calmos a capacidade que aquela tinha de provocar verdadeiras tempestades num coração humano quando queria.


Se o respeito fosse mútuo, poderiam ter começado bem. Entretanto a outra pareceu fazer questão, e seu sorriso emanava sarcasmo, assim como sua voz . A ruiva revirou os olhos ao ouvir as primeiras palavras dela, e seus olhos iluminaram-se após deixar-se ir pelas palavras e não pelo tom de voz da outra.


Não se tratava de algum poder sobrenatural, ainda que alguns desconfiassem que ela pudesse ter alguma resistência mágica contra as agressões do tempo. Em verdade, discernir frio e quente era apenas como discernir vermelho e verde – os homens nasciam com aquela habilidade intrínseca, mas apenas efetivamente aprendiam o que elas eram quando tinham contato com estas na sua cultura. Vantagem ou não,Charlotte nunca aprendera o que era sensibilidade térmica, como, há poucos anos, não conseguia entender as diferenças básicas entre um cavalo e um cachorro, ou verde e vermelho; nunca fora humana o suficiente e, justamente por isso, ninguém havia tomado seu tempo para ensinar aquelas coisas pequenas, de modo que ela soube falar antes mesmo que discernir muitas coisas. Portanto, sim, ela se machucava com muito tempo no frio, seus pés ardiam, como seu rosto, e ela não era imune ao congelamento, mas ela realmente não sentia todo o frio que faz as pessoas praguejarem contra o vento – ela simplesmente não parecia se importar, parecendo misteriosamente aquecida por seus cabelos cor de fogo.



- Você parece diferente.-sussurrou, sorrindo mais uma vez. Não obstante, tinha algo em seus olhos elétricos, ricos de interesse e compreensão, ansiosos, reluzentes de tal modo que até pareciam insolentes, e que talvez desse algum ar mais poderoso para a garota, mas, tirando isso, não era diferente de qualquer pessoa quando falava de algo que lhe garantia um certo prazer e orgulho. Charlotte tomou coragem e aproximou-se ainda mais da garota, curiosa.-E eu ainda não sei o seu nome..








this template was made by petit désir! at oops!



She will go and set the world on fire. No one ever thought she could do that
Charlotte Convenant
avatar
Mensagens : 14

Ficha do personagem
Energia | Sede:
1000/1000  (1000/1000)
Habilidade: Nenhuma
Experiencia :
100/100  (100/100)

Charlotte McBride

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bosque

Mensagem por Convidado em 18/03/13, 05:56 pm


Bosque
No iluminado eu sou má...
No escuro eu sou terrível.


Ela se aproximou de mim e eu sorri. Era aquilo que eu queria. Uma aproximação de sua parte. Ela provavelmente não sabia de minha existência assim como todos os outros humanos.
Humanos tolos, pensavam que nós. Vampiros e os Lobisomens eramos apenas lendas já esquecidas por eles mesmos.
Meus olhos refletiam o tamanho de minha sede. Eles estavam em um preto que demostrava uma coisa :- Falta de sangue em meu organismo.
Sorri me aproximando da menina e disse
– Me chamo Isabelle. E você ?
Estendi a mão para ela, mas logo a recolhi. Ela com certeza estranharia a temperatura baixa de minha pele. Entrelacei meus braços, os cruzando próximo ao peito, fingindo estremecer novamente com o frio e sorri para ela.






thanks, baby doll @ EDVTF



Última edição por Isabelle V. Convenant em 18/03/13, 08:09 pm, editado 1 vez(es)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bosque

Mensagem por Charlotte McBride em 18/03/13, 06:16 pm


Thunderstorms,





Como se voltando a realidade, abanou sua cabeça e rumou para mais perto da garota. Seus olhos se pregaram na lua, bela e redonda, e suas memórias – aquelas estranhas e faltosas memórias – fizeram sentido outra vez. Ela, que se orientava pela lua, quando esta havia alta no céu, ou então pelos olhos luminosos dos seus irmãos. Ainda que seu coração trouxesse aquilo, sua cabeça não estava nas florestas, mas sim naquele encontro, junto com Isabelle.

-Sou Charlotte.







this template was made by petit désir! at oops!



She will go and set the world on fire. No one ever thought she could do that
Charlotte Convenant
avatar
Mensagens : 14

Ficha do personagem
Energia | Sede:
1000/1000  (1000/1000)
Habilidade: Nenhuma
Experiencia :
100/100  (100/100)

Charlotte McBride

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bosque

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 6 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 :: BOSQUE

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum